22/01/2010

boca seca

Difícil separar. Ver um lado só. Saber administrar uma, depois outra decisão. Qual é o tamanho do seu sonho? Maior que seu orgulho, que o desprezo de alguns, que a inveja de outros e a torcida de poucos? O que te parece pensar que o dia é só o de hoje, que amanhã não existe, se justamente é pensando no futuro que você batalha. Rima num conto real é quase sacrifício, é buscar as palavras certas que acabam por mudar o significado do conto, mas no final combina, é boa, ventila.
Então espera e separa.

18/01/2010

o quereres

Diz a escritura: "pedis e recebereis". Então hoje eu peço, peço com toda minha fé. Preciso e que seja hoje, nem muito, mas mais que o suficiente. Ha uma estrada pela frente e eu quero agora, antes que o sol desça. Tá pedido.

10/01/2010

fada do dente

Em casa a Julinha sempre puxou a fila das grandes descobertas. A menorzinha no momento do nascimento tornou-se forte, desbravadora e a primeira a gatinhar, andar e agora a perceber o dentinho mole.

Uma graça.

O dentinho é o direito no centro, em baixo, aqueles dois bem do meinho que ao cair vai deixar a janelinha bem aberta. Ela tá toda toda, metade super animada, metade sensível. Orgulhosa e temerosa, diz que dói às vezes, e acha que é mais interessante comer só sopa daqui pra frente. Explicamos que não precisa, que daqui pra frente se esse for o menu, comida sólida só quase com nove anos. Ela foi celebrada hoje como uma princesa, o seu dia, o seu momento. Delícia ver aquela cara de orgulho misturado com timidez.

Os irmãos estão de olho, Bia ficou brava no começo porque não foi a dona da história dessa vez, mas agora abraçou, beijou e deu os parabéns pra irmã com orgulho. Pedro não quis competir, mas diz toda hora que daqui a pouco o dele também vai cair e rápido.

A gente, César e eu, ficamos só observando nossos filhotes crescendo, mostrando lindos e seguros seus 6 anos, felizes por cada momento e agradecidos pela saúde e pelo companheirismo que os três tem.

Agora foram eles lá pra piscina pela quinquagésima vez. Vai um, e seguem os outros. desce um e descem os outros, assim o dia todo. Vou lá dar uma olhadela já já. Queria antes dividir mais essa etapa com o mundo.

Viva Juju!!!

04/01/2010

sarcasmo

Vou falar mesmo, mostrar na cara. Rir, comemorar, deixar escancarado. Vou soltar o verbo, deixar o povo com vontade, dar inveja. Vou cantar sem ser no chuveiro, pelas ruas, alto. Vou disparar motivos, causar nós nas gargantas, dúvidas, arrependimentos. Vou ser um pouco má, um pouco sarcástica, um pouco infame, indolor. Vou deixar de ser o que todo mundo queria, vou sair no pescoço com minhas guias. Vou fechar o meu corpo e ver quem é que me enfrenta. Vou cuspir em quem me encarar, em quem acha que aguenta. Mesmo que seja o espelho.

2010 regado de cinco minutinhos a mais

Hoje é segunda-feira, dia 4 de janeiro de 2010. Primeiro dia útil do ano. Certo que todo mundo está voltando às suas rotinas de trabalho, de volta as empresas, aos almoços corridos, ao trânsito, planilhas e reuniões longas. Mesmo o tempo retomado aos poucos, menos trânsito hoje que vai crescendo ao passar dos dias, já é a volta e não tem jeito. Esse ano de 2010, entre outras decisões, resolvi que vou romper uns padrões assimilados em nossas vidas ajudada pela pergunta: Porquê?
Porque tinha que começar o trabalho hoje? Porque todo mundo começa? Porque é o primeiro dia útil do ano? Porque é assim e pronto?
Então... decidi que só começo amanhã, porque sim.
Não tinha reunião importante, um dia a mais na correria, melhor que seja um dia a menos, e cá estou eu sem culpa, com a sensação dos 5 minutinhos a mais na cama de manhã que fazem uma diferença enorme no ânimo da gente.
Tá o maior sol aqui em casa, as crianças adoraram a idéia. Vou terminar de escrever esse post, e ao invés de pegar o carro e me mandar pela Raposo, pego a canga e me mando pra piscina.
That's all. Até amanhã.

eu sou

Minha foto
Gosto de boniteza, de arrumação, da moda dos anos 30. De margaridas e pérolas verdadeiras. Gosto da noite, de gente dando risada, do sabor colorido de um prato de feijoada. Gosto de sair e de mudar, gosto de família, de amigos e com eles estar. Gosto de dança e de criança, e gosto muito, muito do mar.