28/11/2013

reticências

Às vezes aqui, às vezes lá, eu tenho ameaçado as linhas. Coitadas, aguentando minhas histórias, minhas escritas. Tento acarinhá-las com boas verdades, mas nem sempre as tenho e aí ouço verdades alheias, assim eu penso, e me aproprio para adocicar os textos, ou salgá-los. Certeza que mentiras muitas também estão por aí. Mas a verdade da verdade é que tenho sorte, porque tenho repertório. Bons amigos, intensidade na vida, altos e baixos que criam romances, aventuras, terror e suspense que quase sempre terminam em comédia. Tenho ouvido muito, escreva um livro. Acho que começo a pensar no caso. Já plantei árvore e tive filhos. Queria mesmo era ter sido amiga da Nara Leão sem perder nada do que fui, fiz ou de onde vim. Até hoje.

eu sou

Minha foto
Gosto de boniteza, de arrumação, da moda dos anos 30. De margaridas e pérolas verdadeiras. Gosto da noite, de gente dando risada, do sabor colorido de um prato de feijoada. Gosto de sair e de mudar, gosto de família, de amigos e com eles estar. Gosto de dança e de criança, e gosto muito, muito do mar.