25/02/2010

Bons amigos




Amizade é mesmo desse jeito. Não interessa como se sente, o que se quer. Se está alegre ou triste, se anda com a roupa certa ou no avesso, se encontrou o brinquedo ou brinca com a tampa dele mesmo. Amizade espera, aguarda, caminha junto. Pula, enrola, dá bronca, se mistura. Amizade que é bom, não precisa ser conversada, destrinchada, obrigada. É leve todo o tempo, ingênua, trocada. Amizade é assim, um do lado do outro, pertinho, correndo, feliz.

21/02/2010

narciso

Desde todo o tempo o mais importante era aparecer. Na janela, se por ali passaria a banda. No quintal se fosse dia de visita, na rua, se os carros novos estivessem estacionados. No banheiro do hotel, nas passarelas dos shows, pelas costas do quase amigo popular da escola. Casou e roubou a cena, no album um so e as flores, la de longe. um amor tão grande por si mesmo que doia. Morreu de repente, e ninguem apareceu pra ver.

10/02/2010

janelinha




Toda feliz veio ela, correndo, saltitante. Felicidade estampada, larga, olhando ansiosa nos meus olhos. Nem precisou dizer nada, só sorriu.

raso

Tão cruel os olhares de canto de olho, fingindo nem ver nada, atrás dos muros da falta de verdade e de vergonha. Olhares pesados, gordos e sádicos, de espreita. No fundo olhares amedrontados, por seus pobres empregos, por seus parcos amigos, pelas suas tristes histórias atreladas, amarradas. Credo, que sufoco prejudicial, que atraso, que cruzamento sem velas acesas. Eu oro e vigio, é o que dá pra fazer.

08/02/2010

sou

Sou sim uma alma incrivelmente sonhadora, uma aberração. Porque é assim que levanto sorrindo todos os dias. Porque é assim que confio cegamente nas pessoas, as más sobretudo. Porque é assim que sou, que vivo. Que não carrego nenhum surto psicótico no curriculum, que não jogo a toalha, que não desmereço a Deus, nem aos meus, e tão pouco àqueles que acho que um dia foram pra mim. Continuo. Sorrio. Olho em volta. Deixo pra lá e sigo. Sou assim. Só isso mesmo.

03/02/2010

Dia de Cice e César


14 anos depois...

assim

Deus me deu um coração que ama
Alguma tristeza
Destreza e champagne..
Quanta gentileza!
(Cazuza)

01/02/2010

do e-mail da mama

Aproveitando o e-mail que a Lu enviou dos 7, complemento:

Quanto mais olho, mais quero olhar. Quanto mais descrevo para o papai mais ele quer detalhes. Que graça! Que benção! Que delícia; Que tudo, que tudo. Quanta realização. É como o papai diz muitas vezes quando fica enfiando o nariz lá em cima do Piano e chorando. Nós fizemos tudo isso. E nós rimos muito também lembrando do dia do nosso casamento do 1º parto (Flá), do susto intermediário, do aborto expontâneo, do 2º parto (Cice) e do 3º e último (Lu). Um monte de emoções, um monte de trabalho, um monte de preocupações; um monte de dívidas e um monte de NETOS LINDOS, LINDOS, LINDOS
Quero que vocês sejam tão felizes quanto nós somos
Beijos dos avós corujas
Nóis

do e-mail da Lu

OS SETE
Aí estão os Sete....
Os Sete amores de nossas vidas!!!
Minha filha e meus filhos, filhos dos meus queridos...
Perfeitos,lindos,filhos amados!
Filhos de Deus , que nos deu de presente os Sete.
Iluminados e Protegidos que sejam os Sete,
Primos, Amigos, Irmãos!!!

Os sete


Sete é o número perfeito, é o orgulho das nossas vidas. É bacana porque é um bom tanto, nem muito nem pouco, nem par, nem certinho. É uma benção que a gente ganhou, sete, sete bençãos. Eu olho e me emociono, muita amizade, mesmo. Carinho, cuidado, os maiores com os menores, os menores pelos maiores. Dá gosto. Incrivelmente os sete nunca haviam sido registrados, talvez de tão juntos que andam, que se admiram que sentem saudade de se ver. Uma delícia. Anjos.

eu sou

Minha foto
Gosto de boniteza, de arrumação, da moda dos anos 30. De margaridas e pérolas verdadeiras. Gosto da noite, de gente dando risada, do sabor colorido de um prato de feijoada. Gosto de sair e de mudar, gosto de família, de amigos e com eles estar. Gosto de dança e de criança, e gosto muito, muito do mar.